Páginas

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

O simples não é tão simples

Por que o simples, em vez de ser mais acessível, é sempre mais caro?

Porque o simples, ao contrário do complicado, é raro. Simplicidade pode ser confundida com falta de graça, de cor, de brilho. Há quem odeie o simples por achá-lo sem classe, sem gosto, sem valor.

Eu adoro o simples. Porque é muito mais difícil dizer algo com aparentemente tão pouco. Porque há poucos olhos que enxergam além da quantidade. Porque o simples é sinônimo de qualidade. É muito mais difícil encontrar a beleza em um rosto sem maquiagem, em um corpo sem roupas, malhação ou silicone. Porque o simples é o mais difícil de reconhecer e aceitar. Porque o simples no desafia a enfrentar nossa própria incapacidade de enxergá-lo e apreciá-lo.

Menos é mais. Sempre. Ainda que mais difícil que o mais.

Nenhum comentário: