Páginas

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O recomeço

A sensação é de alguém que acabou de voltar para casa. Estou destrancando portas e janelas, abrindo cadeados enferrujados, tirando os lençóis brancos que cobriram os móveis, contando quantas teias de aranha se formaram no cantinho mais escuro do banheiro. A água demora para sair e, quando espirra na pia, pinta de ocre o fundo branco. O piano, que permaneceu calado durante tanto tempo, solta um acorde grave, como o longo espreguiçar de quem acabou de acordar.